11 de nov de 2010

Já passou meu tempo.

Não, eu não estou pedindo de mais.
Eu só não tenho mais tempo para namoricos, ciúmes toscos,
declarações de amor ridicularizadas e aprisionamento.
Já sofri de mais e aprendi. Nada disso te faz ter mais a pessoa.
Ao contrario, tudo isso te faz perder. Perder tudo que construiu com ela,
faz com que evapore cada sonho que sonharam juntos.
É lindo, é inicente, o "amor-criança". Mas quando se perde a inocência vira problema.
Daí começam as brigas por um simples "oi" que comprimentam seu parceiro(a).
Começam as doenças do coração, que acha que está certo em querer a pessoa só pra
ele. E que eu saiba, isso nunca fez bem à alguém.

Não sou expert em relacionamentos, nem nunca descobri o significado do amor.
O que eu sei, é o que todos deveriam saber. Mas infelizmente isso só acontece depois das feridas.
Que pra ser bom, pra ter valor, para concretizar todos os sonhos sonhados, é preciso ser e deixar ser livre.
Ninguém é propriedade privada de ninguém, nada vai ser só seu pra toda eternidade.
E por tudo isso, quero uma pessoa que já tenha sofrido, que já tenha chorado e aprendido.
Quero que lembre todos os sofrimentos, mas também quero que guarde-os
e quando sentir-se preparado liberte-se deles, para que possa sonhar denovo, amar denovo e ser feliz denovo.
Só que dessa vez "sabendo" amar e não machacando-se por todas essas besteiras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário