28 de jun de 2010

Toda noite:

A cama me convida a deitar.
O corpo adoece, depois de tanto se revirar.
A cidade escurece, quando a noite vem acalmar.
Mas só a mim ela não consegue acalentar.
Os pensamentos são mais fortes, não dá pra controlar.
As palavras começam a sair e de histórias começo a lembrar.
Lembranças que começam a extrair tudo que restou de mim, não consigo desviar.
E quando alcanço o limite dos desesperados começo a me retraçar.
Para nos braços da madrugada me recostar.

27 de jun de 2010

Eu, eu mesma.

Ela tem o melhor dos dois mundos..
É forte, mas está carente,
humilde, mas ambiciosa.
Estive vendo, seu estilo é bastante seletivo,
embora sua mente seja bastante imprudente.
Bem, eu acho que isso apenas sugere a felicidade.

Ei, que bela bagunça é essa!
E aqui ela está!

Bem, há um tipo de dor nas palavras que escreve.
Nas quais se transformam em facas..
E não se importa com seu nervo, diz que podem chamá-lo de ficção!
Porque gosta de ser submergida em suas contradições.

Embora seja tendenciosa, suas voltas são rápidas
E provavelmente tem haver com suas inseguranças.
Mas não sente vergonha em ser louca!

E através de palavras eternas em fotografias inestimáveis,
Ela vai voar como os pássaros, mas não desta terra!

26 de jun de 2010

Um dia, quem sabe!

Talvez um dia, venha o sol brilhar,
para que na terra a vida, possa continuar.
Nos rios e fontes, a água volta a brotar.
Meu coração encontre quem o queria amar!

(Dora Coimbra)
______x_____


Todos vão e, só eu fico!
Vejo casais na rua, na praça, no bar, no mar.
E me vejo só, na rua, na cama, numa noite de luar.
Vejos seus amigos a te confortar, e eu aqui, já não consigo suportar.
Tantas histórias, risadas, amores, baladas.
São tantas as histórias a escutar, e nenhuma para contar.

Tem sempre alguém que cruza meu caminho, mas está sempre a conturbar.
Nada de certazas, de conquistas, de beleza, é só avareza!

Estou cansada de frieza, eu quero amor, e com beleza!

(Flávia Fernanda)

23 de jun de 2010

I redid.

Quem sofre de isônia sempre revisa sua vida.
E hoje é o meu dia.
Relembro alguns momentos e refaço algumas ideias.
E pra falar a verdade não me arrependo de nada que fiz.
Só me arrependo do que não fiz, isso pela tal consciência que temos
e pelo medo. Que tolice!
A gente não faz, e depois se arrepende. E pensa:
- Aquilo poderia ter sido bom!
Sim poderia, mas passaou e você desperdiçou a sua chance.
Onde nós chegaremos com essa ideia? A lugar nunhum.
Isso acontece todos os dias, em todas as areas de sua vida, seja
num relacionamento, numa prova, numa entrevista.
Coisas distintas, mas que levam a uma só reação, "satisfação"..

E aí, vai deixar de investir naquela pessoa que você gosta só porque
ela faz algumas renúncias ou porque é um pouco diferente de você?
Isso é besteira! Nunca ninguém será igual a você e, dificilmente você encontrará
a pessoa dos seus sonhos. E essa pessoa pode ser a certa pra você!
E a prova, um mero papel que guarda grandes realizações.
E você não a faz. Pelo medo de não passar e ficar com uma nota abaixo da média
e seus amigos encarnarem em você, por isso? Por favor, né.
Você pode estar desperdiçando uma chance de adquirir novos conhecimentos.
E vai deixar de ir a uma entrevista de emprego por medo?
Medo de quê? De ter alguém lá que seja melhor que você?
Não, isso não pode acontecer. Você pode se fazer melhor que qualquer um.
Basta querer!

Isso tudo já aconteceu comigo, e hoje vejo que nenhum desses medos
me favoreceu em NADA!

Não sinta medo, esqueça-o se for possível. Faça como eu estou fazendo.
Meta as caras, e viva o que deve ser vivido.
Ame, brinque, bêba, transe, beije, saia, dance e se permita ser feliz.
Porquê derrepende a vida acaba e nada foi vivido,
você passou pela terra e só!

E pensando na minha vida, me tornei adepta do "FODA-SE".
E foda-se, se eu quiser eu vou fazer, independente das consequências.
Isso caberá só a mim mesmo.
E afinal, isso tudo um dia vai acabar!

5 de jun de 2010

Miss.

Quem já viveu sabe o que é. Querer um abraço e não poder ter, querer ouvir a pessoa naquele momento e não poder ouvir. Sabe que por mais cheio que esteja o ambiente onde você está , sempre lhe vem a ideia de estar sozinho.
Ausência é fria quando se quer algo quente para se acolher.
Ausência é grossa quando se precisa de algo gentil para ouvir.
Ausência é como um banho gelado num dia de inverno. É como um quarto escuro quando se sente medo .
A presença da ausência chega , invadi , tortura e reprimi.

(Jason Mraz)
______..______


Eu tive que dar o último adeus.
Era preciso, nada mais podia nos controlar.
Mas agora sinto falta, sinto falta das conversas,
das renúncias, das balbúrdias.
Sinto falta do toque, do cheiro do seu travesseiro,
sinto falta do seu corpo inteiro.
E eu sempre lembrarei do NOSSO tempo.
Eu nunca vou esquecer!
Faz tanta falta o teu amor..

(F³)

4 de jun de 2010

Both of us and a heart.


Aquela noite, nós parecíamos nao conseguir
manter as mãos longe uma da outra,
e você me dizia que iria sentir falta do
jeito que eu mordia seus lábios, e seu corpo.
Mesmo sabendo que estava no lugar
onde exatamente eu gostaria de estar.
Tive que partir, cada um pro seu canto,
eu para esquerda e você para direita, deixando você ali.
Mas agora é mais fácil,
já consigo controlar a vontade de te abraçar.

2 de jun de 2010

Não me diga como eu devo ser.

Não, eu nao posso ser igual a todas.
Eu sempre vou fazer o que me "der na telha".
Não tenho medo de sentir medo.
Posso até estar errando, mas e daí?
- Eu nao posso deixar de fazer o que minha razão pede.
Eu sempre tento, mas tenho em mente, que, nem sempre se pode ganhar!

1 de jun de 2010

Eu quis assim..

E agora o vácuo deste quarto está mais integro.